A+ A- Tamanho Original
logo webmail Facebook Whatsapp YouTube

Nota de Repúdio - Desqualificação da População empobrecida

Diante da inquietação da categoria e solicitação de posicionamento da Psicologia pernambucana, este Conselho vem a público manifestar seu repúdio.

24.10.2018

“Só tem uma utilidade o pobre no nosso país: votar. Título de eleitor na mão e diploma de burro no bolso, para votar no governo que está aí. Só para isso e mais nada serve, então, essa nefasta política de bolsas do governo”. (em novembro de 2013 no Plenário da Câmara Federal)

O Conselho Regional de Psicologia de Pernambuco – 2ª Região (CRP-02) repudia veementemente a fala acima, amplamente divulgada nas redes sociais, em que um candidato à presidência da República do Brasil se refere à população empobrecida nesse país de forma desrespeitosa.

A Ciência da Psicologia reconhece no empobrecimento um dos maiores e mais cruéis fenômenos promovedores de doenças e sofrimentos. A condição de pobreza não é vista por essa ciência como inferioridade existencial, mas como falência dos esforços em nos preservar e proteger uns aos outros. É situacional e não desqualifica o ser humano.

Nossas pesquisas indicam que a exclusão, desqualificação, segregação, marginalização, supressão de Direitos e violência sofridas pela população empobrecida nesse país, tem causado grandes danos psicológicos não apenas a essa parcela da sociedade, mas a todas e todos desse país.

O objeto de estudo e foco da Psicologia é a qualidade de vida e a preservação dos Direitos Humanos. A lógica do Mercado tem criado grandes distorções, segregações e diferenças enormes entre os ricos e pobres nesse país.

É visível como a ênfase no lucro e a retirada de Direitos Trabalhistas da indústria, comércio e agronegócio no Brasil tem aumentado a divisão entre classes sociais. Tal realidade eleva a pobreza e resulta na diminuição da qualidade de vida, incidindo nos índices de insegurança, violência, suicídio, consumo de álcool e drogas, o que piora a vida de todas/os.

Lideranças políticas devem recorrer à ciência ao proferir discursos públicos e não apenas a seu próprio sistema de valores sob o risco de emitir informações inconsistentes, imprecisas e vagas aos seus representados. Com isso, alimentando preconceitos, além de impedir a evolução científica da sociedade.

Comprometida com o Estado democrático de Direito e Direitos Humanos, a Psicologia não pode se calar diante de discursos que desqualificam e humilham o ser humano. Além de fomentar conflitos e violência entre pessoas e grupos, causadores de sofrimento e que põem em risco a democracia e a construção de um Estado promovedor de justiça e bem-estar social.

Clique no mapa para ampliar mapa

SEDE

Rua Treze de Maio, 47, Santo Amaro - Recife - PE
CEP: 50.100-160
Horário de atendimento: Segunda a Quinta-feira das 08h as 18h
Sexta-feira das 08h as 12h
Fone: (81) 2119-7272
E-mail: crppe@crppe.org.br

SUBSEDES

Caruaru
Avenida Agamenon Magalhães, 1053 / 2 andar, sala 205,
Empresarial Boulevard, Caruaru-PE / CEP: 55014-000
Fone: (81) 3721-6774 / (81) 98379-8586
E-mail: crppe.valedoipojuca@crppe.org.br

Garanhuns
Rua Djalma Dutra, 276-A sala 18
Heliópolis, Edificio Salute, Garanhuns-PE / CEP: 55296-288
Fone: (87) 3761-3299 / (81) 98379-8584
E-mail: crppe.agrestemeridional@crppe.org.br

Petrolina
Avenida Guararapes, 1934 / Sala 02 - Galeria Madre Pérola
Petrolina-PE / CEP: 56302-000
Fone: (87) 3864-6728 / (81) 98379-8587
E-mail: crppe.sertaosaofrancisco@crppe.org.br

Todos os direitos reservados © Copyright 2015 - Conselho Regional de Psicologia Segunda Região - CNPJ: 37.115.516/0001-91

Desenvolvimento